GMoodle Funciona como um Grande Armazém de Dados do Moodle

E-mail Print PDF

O GMoodle é uma ferramenta projetada para ser um armazém de dados do Moodle destinado para emissão de relatórios gerenciais. É um sistema independente que funciona isolado do  ambiente Moodle, precisamente para não interferir na sua performance.
    
Estrutura do GMoodle



    Como mostra a figura acima, há duas camadas da base de dados: GMoodle e Moodle. A primeira armazena cópia dos dados necessários para emissão dos relatórios de um ou mais instâncias do Moodle . A segunda é a base de dados original, ou seja, em uso pela Plataforma Moodle.


    Ao extrair um relatório pelo GMoodle, há opção de definir a fonte de dados, como mostra a figura abaixo.



  

Ao alterar a fonte de dados, toda a tela é atualizada com os dados da nova fonte.
 
    A base de dados local se refere a base do GMoodle.  Já a remota se refere ao banco de dados original do Moodle. Se esta estiver no mesmo servidor, a conexão será local e não remota. Aqui a denominação  base de dados remota se refere ao Moodle como um sistema externo.
    
    A consulta  na base de dados local é mais rápida. Isso porque a sua arquitetura foi projetada para gerar relatórios consolidados. A vantagem da base remota, como fonte de consulta,   é que ela gera relatórios com dados atualizados em tempo real. Já a base local, depende da rotina de importação de dados.
    Para que os relatórios da base local sejam atualizados constantemente, de modo a espelhar a base do Moodle, é necessário reduzir o intervalo de tempo da execução do cron  de importação do  Moodle para  o GMoodle.

    A configuração do cron do GMoodle deve ser agendado para não coincidir com o período de pico de acesso do Moodle, para evitar  a sobrecarga da  base de dados do Moodle.

  A importação pode ser feita manualmente, como mostra a figura abaixo.


    É recomendado que a primeira importação seja feita manualmente. Isso porque a carga da dedos pode ser muito elevado. Após isso, o cron pode ser configurado para fazer atualização dos novos registros. 
    
    O Moodle oferece opção de relatório estatístico. No entanto, a sua execução consome muitos recursos. Em razão disso, deve ser executado pelo agendamento do cron.  O relatório no GMoodle é mais eficiente uma vez que o seu processamento não necessariamente usa a mesma base de dados do Moodle em uso para manter os cursos online.
    
    A importação de dados é uma operação muito complexa. Para importar 1 milhão de registro, o processamento leva, em média,  15 a 30 minutos. Em caso de demora, pode levar até   5 horas. A  velocidade depende muito da consistência dos dados,  configuração do banco de dados e capacidade do servidor. Caso a base de dados do Moodle tiver inconsistência de dados, como chave estrangeira sem correspondência da chave primária, o processamento da importação será muito demorado. Geralmente, isso é a principal causa da demora.


    A performance da importação pode ser ajustada com a configuração da paginação. Grande quantidade de registro é importado de forma paginada para evitar a sobrecarga do banco de dados. A paginação deve ser regulada de acordo com a capacidade do servidor e largura de banda de conexão da rede.


    Os relatórios emitidos da fonte da base de dados local, dependem muito do correto funcionamento da importação dos dados. Então, a configuração do cron de importação é crucial já que a base de daos local vem definida como fonte padrão na configuração do GMoodle.